Como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google

Como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google

Como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google

A pergunta deveria ser ao contrário. Como você não usa o Google para alavancar as suas vendas?

Ter presença na internet é ainda mais importante para as empresas. E você sabe por que? A principal razão é que, hoje, a maioria das pessoas começa a sua busca por um produto ou serviço digitando a palavra-chave no Google.

E essa é só uma das razões que podem explicar como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google.

A distância do clique

Vivemos num mundo conectado. E não há reversão. Numa grande teia, todos ao mesmo tempo. É uma grande revolução e não é só na vida das pessoas. Não. As empresas, no mundo inteiro, já perceberam que não poderão negligenciar esta ferramenta.

Sim, porque a internet é uma ferramenta e se for bem utilizada poderá alavancar as suas vendas e aumentar a visibilidade da sua empresa. Se antes, a sua clientela estava circunscrita à sua cidade, hoje, à distância de um clique, tudo mudou. Mas, como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google?

Como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google

O que o Google pode fazer pela sua loja?

Google é uma palavra que todo mundo conhece. Este motor de busca permite que você encontre o que precisa. Para as empresas é essencial ter presença na internet. Mas, não é qualquer presença. Assim, como a vitrine da sua loja é o cartão de visitas, o seu blog ou página na internet é a cara da sua empresa. Neste artigo, selecionamos três formas da sua empresa faturar mais usando o Google.

Listas

A chave do aumento da faturação de qualquer loja é a fidelização do cliente. É necessário transformar o seu cliente num parceiro de negócio que trabalhe pela sua marca. E o contato direto com o seu público deverá ser feito com a lista de contatos, não pense que a lista tradicional não é importante. Sim, é, mas o Google poderá ajudá-lo com a ferramenta

“Públicos-alvo semelhantes”. E como essa ferramenta funciona? A partir da sua lista de email, e com recurso a esta ferramenta do “Públicos – Alvos Semelhantes”, o Google fornecerá uma lista de outros usuários que apresentam características semelhantes aos seus clientes. Quanto mais completa for o cadastro das informações dos seus clientes, maior é a capacidade desta ferramenta selecionar usuários que poderão ser potenciais consumidores.

Gmail Ads

Anúncios. Para aumentar as suas vendas, é necessário anunciar os seus produtos. Certo? E no mundo virtual não é diferente. Com o Gmail Ads, sua empresa poderá criar campanhas publicitárias que serão veiculadas na caixa de email do seu cliente. No caso de você já utilizar a ferramenta anterior, “públicos-alvo semelhante”, o email será enviado também para potenciais clientes. Importante lembrar que neste tipo de campanha, o valor do clique é cobrado só quando o usuário clica para abrir o email.

Youtube Ads

Como faturar mais na sua loja de roupas usando o GoogleO Youtube também pertence a Google. E já podemos imaginar o quanto a sua loja poderá faturar mais com essa plataforma que é a maior plataforma de vídeos do mundo. E só tende a aumentar! A tendência atual é que o conteúdo veiculado na internet transite para o suporte vídeo. Ou seja, as imagens valerão mais do que as palavras.

O formato vídeo é muito interessante por que permite que a sua loja tenha um contato mais direto com os seus consumidores. E isto está ligado a como faturar mais na sua loja de roupas usando o Google. Tutoriais, por exemplo, de como você poderá usar as tendências do momento, roupas para momentos especiais, são alguns dos exemplos de pautas que poderão ser muito úteis e relevantes para os seus consumidores. E como eles saberão disso? Anuncie que a sua loja irá disponibilizar em determinada data e horário o conteúdo.

Uma das vantagens de trabalhar bem a imagem da sua marca no Youtube são os comentários dos usuários. Para além de dúvidas e sugestões, uma análise cuidadosa das opiniões poderá influenciar nas decisões importantes para a sua loja de roupas, por exemplo, na compra do mix de produtos.

Para além do vídeo poder ser compartilhado com outros usuários. Como são plataformas de grande visibilidade, usar as ferramentas do Google como o Gmail, o Youtube, ajudarão a sua loja a estar em contato mais direto com os seus consumidores e fatura mais.

Passo a passo de como se tornar um revendedor de nossa marca

Passo a passo de como se tornar um revendedor de nossa marca

Passo a passo de como se tornar um revendedor de nossa marca

Trabalhar com moda pode ser muito lucrativo. Esse é um dos mercados que mais crescem no mundo e que te oferece diferentes possibilidades como a criação e venda de peças de roupas ou acessórios para diferentes públicos.

A nossa marca, por exemplo, foca em peças atemporais e que atendem aos mais diversos públicos. Trabalhamos com os tamanhos padrões e especiais com intuito de melhor atender a demanda do mercado, o que com certeza aumenta as oportunidades de venda e lucro dentro da sua área de atuação.

No caso, a nossa empresa não tem o foco de trabalhar com o cliente final e sim com lojistas. As vendas são realizadas apenas em atacado, tanto para a pessoa física como a jurídica, mas para isso é necessário fazer um cadastro.

A revenda de roupas é um nicho/setor que cresce em todo o mundo e abre um leque de possibilidades ao empreendedor, por isso, se você busca uma nova forma de ganhar dinheiro ou aumentar a sua renda entre em contato com a nossa empresa para que conheça as roupas com que trabalhamos.

Confira abaixo o passo a passo de como se tornar um revendedor K2B e comece a oferecer diferentes opções de roupas aos seus clientes.

Se atente às regras para ser um revendedor da nossa marca

É importante saber que não trabalhamos com varejo, apenas atacado. Por isso é necessário comprar as peças em quantidades especificas. Além disso, não precisa ser pessoa jurídica para se cadastrar como revendedor, porém não fazemos cadastro de pessoa física dos estados de São Paulos ou Minas Gerais. De qualquer forma é e melhor entrar em contato com a empresa.

Entre em nosso site e preencha o formulário para compra

Caso você adenta às regras iniciais que estão divulgadas em nosso site será necessário preencher um formulário com diversas informações como o seu nome, sobrenome, e-mail, data de nascimento, telefone, se é pessoa física ou jurídica e outras. Essas informações são necessárias para que possamos analisar seu cadastro e prosseguir com a compra e revenda dos produtos.

Aguarde o retorno da nossa empresa para os próximos passos

Ao enviar as suas informações de cadastro, a nossa equipe faz uma análise em seus dados para saber se tudo está dentro do conformes para comprar os produtos e iniciar a revenda. Se o cadastro atender todos os requisitos e regras a nossa equipe entrará em contato via e-mail apresentando preços, quantidade mínimas de compra e entre outras informações importantes.

Analise os produtos, preços e quantidades para comprar

Ao ter o cadastro aprovado você receberá via e-mail com detalhes sobre o processo de compra de nossos produtos. Nesse e-mail você será informado a respeito dos preços dos produtos, assim como a quantidade mínima para adquiri-los, forma de pagamento, meios de entrega e entre outros. Analise as informações atentamente e caso se interesse prossiga com as compras.

Receba os nossos produtos, comece a revende-los e a lucrar

Passo a passo de como se tornar um revendedor de nossa marcaA revenda de roupas pode te proporcionar muitos lucros. Assim que todo o processo citado acima for realizado você pode começar a comprar as peças que sejam do seu interesse e oferece-las aos seus clientes. Em nosso site é possível conferir todas as nossas peças e comprar quantas desejar – claro, desde que siga a regra de quantidade mínima informada em seu cadastro.

Trabalhar com a revenda de roupas pode te proporcionar muitos lucros por isso é interessante conhecer as possibilidades do mercado. Entre em nosso site, conheça detalhes sobre a empresa e as peças que trabalhamos.

Faça o seu cadastro para que possa comprar as nossas peças e iniciar as revendas.

Crie uma ambientação Estratégias Sensoriais

Crie uma ambientação – Estratégias Sensoriais

Crie uma ambientação Estratégias Sensoriais

Atrair o público-alvo da sua marca e aumentar as vendas não é uma tarefa simples de ser executada.

Pelo contrário, é necessário usar estratégias que vão ajudar a colocar a marca em evidência entre os clientes em potencial – como as estratégias sensoriais que são consideradas soluções inovadoras.

Como parte do marketing sensorial essas estratégias têm intuito de mexer com as emoções do consumidor através dos sentidos (visão, audição, tato, olfato e paladar) e com isso pode criar um vínculo entre o cliente e marca.

Esse tipo de estratégia é necessária aos pontos de venda por possibilitar a aproximação da marca com o seu público e criar experiências memoráveis. Dessa forma, a marca não só aumenta as chances de executar uma venda como também pode criar um vínculo com o seu novo cliente, fidelizando.

As estratégias sensoriais ajudam a marca reforçar o seu posicionamento no mercado. Elas aguçam os sentidos dos consumidores e permite que eles a reconheçam com facilidade identificando algumas das suas características.

Quer saber como usar o marketing sensorial em seu ponto de venda? Veja abaixo algumas dicas de como aplicar essas estratégias e atrair os clientes.

Invista no visual. Torne seu PDV visualmente atrativo

Muitas vezes o primeiro contato do consumidor com a sua marca é através do seu ponto de venda, por isso que é necessário investir em uma fachada bacana e que chame a atenção do consumidor. Torne o seu PDV atrativo. É preciso trabalhar com uma fachada bonita, vitrines instigantes e tudo que faça o cliente em potencial olhar e se sentir atraído pelo ponto de venda.

Invista em aromas que representam a imagem da marca

Para uma cafeteria, por exemplo, é muito fácil despertar interesse entre os consumidores em potencial através do olfato, mas para uma loja de roupa essa tarefa pode ser um pouco mais complicada. Na verdade, o ideal é que você tenha a imagem da marca muito bem definida para que encontre um aroma que represente isso. Assim o cliente vai ligar o aroma à sua marca.

Deixe o produto à disposição do cliente, faça-o sentir

Uma loja de móveis ou roupas de cama pode ganhar a atenção do público de diferentes formas, mas uma das mais eficientes é a possibilidade de os clientes sentirem os produtos. Permita que o cliente se aproxime de todos os produtos e a partir disso os sinta despertando interesse. Portanto, faça a distribuição eficiente dos produtos, não o impedindo de tê-los por perto.

Monte uma trilha sonora personalizada para a sua marca

A música que você coloca para tocar na sua loja também pode estimular os clientes a consumirem. A playlist precisa representar o “mood” da sua loja, transmitindo valor aos produtos. Não é só colocar a música da temporada para tocar. Pelo contrário, a trilha sonora do PDV diz muito sobre ela e tem a possibilidade de criar um vínculo entre o cliente em potencial e a marca.

Crie sabores que representam a sua marca

Crie uma ambientação Estratégias SensoriaisConhece a máxima sobre conquistar alguém pelo estômago? Pois ela pode fazer a diferença no seu negócio. Ligar o sabor de algo ao seu produto ou a sua marca também ajuda a criar vínculo com os clientes. Tente oferecer um bolo, um café ou até uma bala. Na verdade, você precisa oferecer algo que desperte interesse, como o uso de balcões para degustação de alimentos.

Crie uma ambientação usando estratégias sensoriais que possuam relação com a sua marca. Entenda que não adianta investir em diversas ações que usam os sentidos do consumidor se de certo modo eles não representam o seu produto ou marca. Essas estratégias precisam se “relacionar” a marca.

Disposição dos produtos. Você tem feito de maneira correta

Disposição dos produtos. Você tem feito de maneira correta?

Disposição dos produtos. Você tem feito de maneira correta

Ao montar uma loja física é comum os empresários se preocuparem com a aparência do ambiente tanto na fachada como na área de movimentação.

Disposição dos produtos. Você tem feito de maneira corretaMuitos investem grandes quantias para desenvolver fachadas atrativas e a vitrine mais elegante da região, além de móveis modernos e que atendam a imagem que a loja quer transmitir ao público. Eles montam lojas lindas e que despertam o interesse do consumidor, porém esquecem do principal, a disposição dos produtos que pode ajudar a sua loja ou então destruí-la.

A maneira como organiza e oferece os produtos ao cliente pode estimular o seu consumo, assim como prejudicar a visibilidade dos mesmos tornando as vendas um grande fiasco. Ou seja, não basta pegar determinado produto e colocá-lo no vazio da prateleira e esperar o seu consumidor encontra-lo.

É preciso pensar estrategicamente como tornar os produtos atraentes aos consumidores fazendo com que os mesmos sejam percebidos, mas se não tem a mínima noção sobre como fazer a disposição dos produtos de forma eficiente às vendas confira dicas sobre como fazer isso de maneira correta.

Fique atento aos espaços para posicionar os produtos

É importante você analisar os espaços que tem disponível em sua loja para a disposição de todos os produtos. Usufrua de todos, mas de uma maneira equilibrada sem poluir a loja. Além disso, as prateleiras e araras devem ter produtos suficientes para o cliente saber o que está à venda. Não é preciso repetir peças pois isso sobrecarrega e dificulta a visualização do produto.

Coloque os produtos em pontos estratégicos de visão

Tem um produto que está parado na loja faz um tempo? Chegou a hora de mudar a sua disposição e colocá-lo em evidência para que o cliente o note. Coloque-o próximo do caixa, do provador ou de outros pontos que os seus clientes certamente vão ir e poderão notá-lo com mais calma. É importante colocar os produtos em pontos estratégicos para que estimule as vendas.

Deixe os produtos que se complementam próximos

Macarrão perto do molho, meias perto dos tênis, luvas perto dos gorros e assim em diante. O cliente não quer entrar em uma loja e ter que procurar os produtos por horas. Pelo contrário, quanto mais facilidade melhor. Além disso, essa lógica de posicionar produtos complementares próximos um do outro também faz o seu cliente consumir mais e a loja ter um lucro maior.

Organize por tipos, cores e o que for mais interessante

Em lojas de roupa, por exemplo, é importante se preocupar com a estética do ambiente. É claro que o foco principal precisa ser o posicionamento do produto de forma estratégica para vender, mas a organização por cor, tipo e afins também pode tornar a venda promissora. Esse tipo de organização atrai o olhar do consumidor, faz ele olhar os produtos e cogitar a compra.

Pense nas crianças na hora de dispor os produtos

Disposição dos produtos. Você tem feito de maneira corretaEm um supermercado, por exemplo, é comum os pais irem acompanhados dos filhos. Com isso é importante que posicione os produtos que sejam do interesse das crianças dentro do campo de visão delas como os chocolates, bolachas, salgadinhos e até brinquedos. Além disso, é importante colocar os itens de vidro ou que causam algum risco em locais fora do seu alcance.

A disposição dos produtos em um ponto de venda não deve partir do fato apenas estético. É claro que a comunicação visual é importante, mas para aumentar as vendas os produtos precisam estar em pontos estratégicos. As dicas acima vão ajuda-lo posicionar os produtos para aumentar as vendas, e conforme faz a organização consegue saber o que funciona em sua loja.

Vai comprar no Brás? Compre de maneira segura!

Vai comprar no Brás? Compre de maneira segura!

Vai comprar no Brás? Compre de maneira segura!

Conhecido como um dos principais centros de comércio popular da cidade de São Paulo, o Brás costuma reunir pessoas de diferentes locais do Brasil que buscam produtos diferentes do mercado e com preços mais em conta.

A região é considerada o paraíso das compras e por isso é muito comum as ruas ficarem tomadas por uma multidão de consumidores, tudo buscando produtos por preços mais em conta seja para o consumo próprio ou para a revenda – que aliás é algo muito comum, muitos empreendedores fazem a aquisição de diferentes produtos para depois comercializar em suas lojas.

Com a aglomeração de pessoas pelas ruas do Brás se tornou muito comum os roubos de pertences variados dos frequentadores. Contudo, na maioria dos casos os roubos acontecem sem ao menos a pessoa perceber. Basta se distrair para que os ladrões roubem as carteiras, celulares e entre outros.

Além disso, também é preciso ficar atento com os vendedores ambulantes distribuídos pelas causadas do Brás. Alguns chegam a barrar sua passagem para analisar seus produtos e insistem em sua compra, mas com agilidade é possível driblá-los para seguir com sua maratona “tranquila” de compras.

É claro que há policiais distribuídos pelas ruas do Brás, mas com o número de pessoas caminhando na região torna impossível o monitoramento total e isso faz com que a segurança dos consumidores fique em risco. Por isso é importante tomar certos cuidados para tornar suas compras mais seguras.

Compre de maneira segura no Brás. Confira abaixo dicas para tornar o seu momento de compras o mais prazeroso possível sem sofrer com prejuízos.

Vai comprar no Brás? Compre de maneira segura!

Não ande com a sua carteira ou dinheiro na mão

 

Não importa o dia da semana que você vai comprar no Brás, todos os dias reúnem uma grande quantidade de pessoas e essa multidão permite que a maioria dos crimes na região aconteçam sem ninguém perceber. Portanto, não ande com a carteira na mão, no bolso ou em locais de fácil acesso para outras pessoas. Deixe a sua carteira em um local seguro evitando roubos.

Não abra a sua bolsa ou mochila em público

Em todos os lugares do Brás existem pessoas observando os consumidores e prontos para dar o bote. Abrir sua bolsa em público pode parecer um ato inofensivo e sem riscos, mas pode ser a oportunidade que algumas pessoas estavam esperando para roubar os pertences alheios. Se precisar abrir sua bolsa entre em uma loja, vá em um local seguro e se atente ao movimento.

Evite o uso de relógios, joias e acessórios chamativos

Ser discreto e cuidadoso é a melhor forma para comprar em segurança no Brás, isso significa que você deve deixar os acessórios chamativos em casa, isso inclui brincos, pulseiras, anéis, colares e principalmente relógios. Com a multidão é muito comum as pessoas terem os seus pertences arrancados do corpo sem ao menos perceber, portanto tenha cuidado e evite usá-los.

Se possível guarde dinheiro e celular em uma doleira

A doleira é uma espécie de pochete que a pessoa pode colocar embaixo da sua roupa, evitando roubos de documentos, dinheiro e até celular. Para as compras no Brás a doleira é uma ótima pedida para evitar o roubo de seus pertences e o único inconveniente é ter que subir a sua roupa para pegar o dinheiro, celular e outros. De qualquer forma, pode ser mais seguro usá-la.

Há outras dicas que podem tornar as compras no Brás mais seguras como o uso de mochilas viradas para frente, fugir das aglomerações de pessoas, não levar crianças para evitar que se percam e entre outros. Essas medidas podem tornar o seu momento de compra mais seguro, porém, de qualquer forma todo cuidado é pouco e evita que sofra prejuízo ao visitar esse local.

E não se esqueça, se vier ao Brás para comprar, dê uma passada em umas de nossas lojas K2B.

Há mais de 23 anos de tradição no Brás. Você consegue pagar suas compras para revenda em até 12x nos cartões de crédito. Você pode comprar no e-commerce da K2B e retirar em loja física. E fazemos entrega rápida para todo o Brasil.

Tenho certeza que irá adorar. Até breve

Guia de formatos para as Redes Sociais

Guia de formatos para as Redes Sociais

Guia de formatos para as Redes Sociais

Com recursos eficientes as redes sociais se transformaram em plataformas de grande utilidade aos empreendedores.

Guia de formatos para as Redes SociaisEsses espaços permitem que as marcas se aproximem do seu público-alvo com diferentes objetivos como o aumento das vendas, divulgação de produtos e a fidelização de clientes.

No entanto, para conseguir alcançá-los é necessário investir em mensagens atrativas que envolvam o público e que não necessariamente são textos. O uso de imagem, por exemplo, é uma ótima opção para atrair o consumidor e fazê-lo se interessar nos produtos ou serviços desenvolvidos pela marca.

A imagem é um meio de comunicação tão eficiente quanto os textos e nas redes sociais elas se tornam ainda mais dinâmicas, mas para isso é preciso ter cuidado com os tamanhos e qualidade dessas imagens, pois tudo isso é capaz de influenciar na recepção da mensagem que a sua marca transmite.

Saber o tamanho ideal de imagem para cada rede é indispensável, por isso criamos um guia de formatos para as redes sociais para te ajudar. Confira.

Tamanho de imagens no Instagram

  • Para o Avatar: 180 por 180 pixels
  • Para a Imagem quadrada do feed: 1080 por 1080 pixels
  • Para a Imagem vertical do feed: 1080 por 1350 pixels
  • Para a Imagem horizontal do feed: 1080 por 566 pixels

Tamanho de imagens no YouTube

  • Para a capa do canal na TV: 2560 por 1440 pixels
  • Para a capa do canal no Desktop: 2560 por 423 pixels
  • Para a capa do canal no Tablet: 2560 por 423 pixels
  • Para as informações principais: 1546 por 423 pixels
  • Para ícone do Canal: 500 por 500 pixels

Tamanho de imagens no Twitter

  • Para a Imagem de Capa: 1.500 por 1.500 pixels
  • Para a Imagem de Perfil: 400 por 400 pixels
  • Para o Post com Imagem: 900 por 450 pixels | 1.080 por 1.080 pixels
  • Para o Post com Link: 520 por 254 pixels

Tamanho de imagens no LinkedIn

  • Para o Avatar do perfil pessoal: 130 por 130 pixels
  • Para a Foto de Capa do perfil pessoal: 1.584 por 396 pixels
  • Para o Avatar do LinkedIn perfil corporativo: 130 por 130 pixels
  • Para a Foto de capa do LinkedIn perfil corporativo: 1.584 por 396 pixels
  • Para o Post com imagem: 520 por 320 pixels
  • Para o Post com Link: 520 por 272 pixels

Tamanho de imagens no Facebook

  • Para o Imagem de capa do Perfil: 851 por 315 pixels
  • Para o Vídeo de capa do Perfil: 820 por 425 pixels
  • Para a Imagem de Perfil: 180 por 180 pixels
  • Para a Imagem de capa da Página: 820 por 312 pixels
  • Para o Vídeo de capa da Página: 820 por 312 pixels
  • Para a Imagem de Perfil da Página: 180 por 180 pixels
  • Para o Facebook Grupos: 820 por 250 pixels
  • Para o Facebook Eventos: 500 por 262 pixels

Tamanho de imagens no Pinterest

  • Para o Avatar: 160 por 160 pixels
  • Para o Pin: 236 por … pixels (não há limitação de altura)
  • Para a Capa das pastas: 200 por 200 pixels e 100 por 100 pixels

Guia de formatos para as Redes SociaisEntender quais são os formatos para as redes sociais é fundamental para publicar as imagens com qualidade. Dessa forma você aumenta as chances de ter a sua imagem notada pelo público por ela atender aos requisitos da rede, valorizando todos os seus detalhes principalmente se tiver “textos”.

Dicas para crescer o seu negócio muito, gastando pouco

Dicas para crescer o seu negócio muito, gastando pouco

Dicas para crescer o seu negócio muito, gastando pouco

Construir um negócio de sucesso não é uma tarefa simples. Pelo contrário, é necessário se esforçar para superar todos os obstáculos que surgem pelo caminho inclusive em relação aos custos para vender seu produto/serviço. 

O crescimento de um negócio depende de diversos fatores, não apenas da vontade de alcançar a independência financeira ou ter o próprio negócio. É claro que esses são fatores importantes e que em algum momento podem influenciar a caminhada rumo ao sucesso, mas o que mais impede que um negócio cresça em seu ramo de atuação é sua impossibilidade de investir.  

Dicas para crescer o seu negócio muito, gastando poucoNão existe uma fórmula secreta. Todo negócio que deseja crescer e ter um aumento na margem de lucro preciso investir, mas isso não significa que é necessário gastar amplas quantias. É possível crescer o seu negócio muito, gastando pouco e o suficiente para ampliar as suas atividades no mercado.   

Com criatividade, pesquisa e estratégias eficientes isso se torna realidade, basta contar um plano de ação que possibilidade a busca por esse sucesso. 

Quer saber como crescer o seu negócio gastando pouco? Confira as dicas.      

Pesquise o mercado e os hábitos do seu público

Antes de cogitar a possibilidade de investir em anúncios ou outras ações é indispensável pesquisar o mercado, entender o que está acontecendo, ter noção sobre as tendências e claro, saber se os hábitos do seu consumidor passaram por mudanças. A pesquisa e o conhecimento direcioná-lo para o caminho correto ao apostar em algo que esteja de acordo com o mercado.   

Marque presença na internet. Esteja nas redes sociais

Se a sua empresa não está nas redes sociais ela praticamente não existe. É óbvio que as redes são dominadas por jovens, mas nesse tipo de mídia há consumidores de todos os tipos e idades, por isso é uma boa manter-se em um ambiente que o seu consumidor pode encontrá-lo com facilidade sem grandes custos. Mas não basta “estar”, é preciso se comunicar ativamente.  

O cliente satisfeito é sua maior máquina de divulgação

Um cliente feliz e satisfeito com a sua compra é uma das propagandas mais valiosas que existem para um negócio, por isso a sua empresa precisa ter o atendimento centralizado na satisfação do consumidor. Foque na simpatia e faça seu cliente se sentir especial. Tente trabalhar o pós-venda e deixe-o se sentir parte da empresa pois com isso é óbvio que ele irá recomendá-la. 

Uma empresa de sucesso não é nada sem um time de sucesso

Nenhuma empresa cresce sem ter um time competente que a mantem em evidência no mercado. Comece a valorizar o seu time para que o trabalho executado por ele faça a diferença na trajetória da empresa. Certifique-se de que os objetivos de todos estejam alinhados e que tenham vontade de ver a empresa vencer. Estimule, valorize e faça seu time se sentir especial.  

Inove na comunicação, nos produtos e assim em diante

Dicas para crescer o seu negócio muito, gastando poucoOs consumidores gostam de negócios que se adaptam as suas necessidades e oferecem produtos inovadores capazes de aumentar a sua satisfação. De fato, a sua empresa precisa começar a pensar para frente, no futuro e ter a pré-disposição para oferecer experiências diferentes do comum e que vão mostrar seu empenho em torná-lo o público-alvo cada vez mais satisfeito.  

Não existe fórmulas secretas quando o assunto é fazer seu negócio crescer e se sobressair no mercado. É claro que investir é interessante para que os consumidores notem as diferenças, mas isso não é tudo. É possível crescer o seu negócio muito, gastando pouco seguindo essas dicas, portanto, faça uma reflexão e mude a forma como tem buscando relevância no mercado. 

Como escolher o produto ideal para seu público

Como escolher o produto ideal para seu público

Como escolher o produto ideal para seu público

O sucesso de um negócio não depende apenas da comunicação com o seu público-alvo, mas principalmente do produto ou serviço que oferece a ele.

A sua empresa pode ter um posicionamento interessante, trabalhar com a comunicação visual atraente e realizar atendimentos eficientes ao público, mas nada disso fará o seu negócio progredir se não trabalhar com serviços ou produtos de qualidade e que atendam as necessidades do consumidor.

Como escolher o produto ideal para seu públicoUma das dicas mais comuns é sobre trabalhar com os produtos ou serviços que você realmente gosta, porém nem sempre o melhor para você é o que o pública necessita e por isso deve ter atenção nesse processo de escolha.

Não estamos falando para você se sujeitar a trabalhar com produtos ruins que podem prejudicar a visão, missão e valor da sua empresa em troca das vendas, mas que o foco de venda não é você e sim o consumidor, portanto o produto deve atender as necessidades do seu público de alguma forma.

Além disso, para escolher o produto ideal para seu público é fundamental responder questões relacionadas ao objetivo da empresa, da eficiência dos produtos e até dos desejos que o público consumidor possui. São questões que não vão dar uma resposta óbvia, mas direcionam ao melhor caminho.

Não basta ter um produto que considera incrível, agrada o seu gosto, mas não atrai o consumidor, pois isso não vai proporcionar o lucro que procura. Você precisa trabalhar com produtos que vendem. Quer saber como? Veja algumas dicas para criar o melhor mix de produtos à venda ao seu público.

Conheça o seu público e entenda suas necessidades

A primeira dica é clichê, mas ela faz a diferença nessa escolha de produtos ideais ao público. Não existem meios de obter sucesso a longo prazo sem o mínimo conhecimento a respeito do seu consumidor. Você deve conhecê-lo, entender as suas necessidades, conhecer os seus gostos e a partir disso trabalhar com itens que realmente se encaixam ao seu perfil de consumo.

Veja se existe busca e oferta relacionada a esse produto

Não existe sucesso sem pesquisa e conhecimento, portanto comece a fazer a sua lição de casa e procure saber se o produto que deseja comercializar é procurado por seu público e quais empresas poderiam ser sua concorrente com a oferta de algo semelhante. Você pode colher alguns dados com uma pesquisa de mercado, de palavras-chave e até questionando o seu público.

Analise a escalabilidade do produto

Não adianta o produto ser bem recepcionado pelo consumidor se no fim a empresa não consegue atender a demanda devido ao fato do produto não ser escalável. Seu produto precisa terá capacidade de crescer atendendo a demanda, tudo isso sem perder sua qualidade. Isso serve para a fabricação própria de seus produtos e para a sua aquisição através de fornecedores.

Faça testes antes de determinar o seu produto principal

Como escolher o produto ideal para seu públicoVocê pode trabalhar com produtos durante um prazo específico para ter a noção a respeito da sua receptividade diante do público. Fazer testes é um hábito comum entre as empresas, inclusive evita investimentos à cega que podem causar danos financeiros a empresa. Faça um teste com o produto por pelo menos três meses e analise a sua performance diante do público.

Escolher o produto ideal para seu público não é difícil, mas isso requer um trabalho árduo de pesquisa, conhecimento e testes incansáveis. É possível que nessa procura você cometa erros e eles serão necessários para que sua empresa defina o que funciona ou não com o seu público, pois é assim que as grandes empresas começam a trabalhar com produtos eficientes a elas.

Como calcular o lucro das peças vendidas na sua loja

Como calcular o lucro das peças vendidas na sua loja

Como calcular o lucro das peças vendidas na sua loja

Existem tarefas dos bastidores de um negócio que geram inúmeras dúvidas entre os empreendedores.

A margem de lucro sobre os produtos vendidos é um exemplo disso, onde muitos acabam confundido todo o dinheiro que entra em seu negócio com o lucro, que definitivamente é muito perigoso.  

Confundir lucro com o caixa pode acabar com o seu negócio, por isso deve entender as diferenças que existem entre ambos os conceitos. Enquanto o lucro é a diferença calculada entre o valor obtido com uma venda e custos envolvidos com a realização do trabalho, o caixa é todos os valores que de certo modo entraram na empresa, sem o cálculo de custos e entre outros.  

Obviamente que esse não é um assunto de fácil compreensão e por isso os empreendedores costumam ter uma equipe financeira capaz de fazer essa distinção corretamente, mas nem sempre o negócio em fase inicial possui capital suficiente para contar com uma equipe ampla. Ou seja, é crucial ter conhecimento sobre como calcular o lucro das peças vendidas na sua loja. 

Você não precisa ser um expert da matemática e estatística, mas entender o básico é necessário para garantir a saúde financeira do negócio. Confira abaixo dicas sobre como fazer esse cálculo e entender o lucro da sua loja.  

Atenção a fórmula principal para cálculo do lucro

Como calcular o lucro das peças vendidas na sua lojaO cálculo para saber a sua margem de lucro é feito através de uma fórmula simples: divida o lucro pela receita total e multiplique o resultado por 100 

Por exemplo, a sua empresa pagou cerca de R$ 150 em um produto para a revenda do mesmo por cerca de R$ 200. Até então ela teve um lucro de R$ 50, mas isso não significa que o valor vai para o seu bolso. Pelo contrário, é preciso entender que para o produto ser vendido podem ter outros custos.  

No caso custo fixos, variáveis e até operacionais que poderiam ser desde o gasto para ir pegar o produto que vai revender, o funcionário que fez essa venda e assim em diante. Tudo isso conta como custo e entra para receita total que vai ser usada para calcular a margem de lucro oficial do produto.  

Então imagine que o custo para vender esse produto foram de R$ 20. Logo o lucro é de R$ 30 (resultado obtido com a subtração de R$ 50 de lucro para R$ 20 de custos) e a receita total R$ 50. Contudo, essa fórmula apresenta a porcentagem de lucro para com o produto e o cálculo seria: R$ 30 dividido por 50 x 100 = 60. Ou seja, a empresa teve uma margem de lucro de 60%.  

A diferença de lucro líquido e lucro bruto

Como calcular o lucro das peças vendidas na sua lojaExiste uma grande diferença entre lucro líquido e lucro bruto. Aliás, essa é uma diferença muito importante para a efetividade do negócio pois basta confundi-los para ter prejuízos que bagunçam as finanças da sua empresa. 

Portanto, entenda como lucro líquido o resultado do cálculo: lucro bruto – despesas (fixas e variáveis). Já o lucro bruto é o resultado obtido a partir do cálculo: vendas no período – custo das mercadorias vendidas. Sem esse tipo de cálculo é impossível ter uma noção “real” sobre o lucro das peças. 

 Analisando os passos para calcular o lucro das peças vendidas na sua loja é provável que você se sinta perdido devido a necessidade de analisar todo e qualquer custo que a sua empresa tenha tido para vender o produto em questão. Mas conforme você pratica esse processo se torna mais simples e se precisar basta buscar ajuda de profissionais especializados em finanças.  

Venda mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do Facebook

Venda mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do Facebook

Venda mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do Facebook

O Facebook é considerado uma das redes sociais mais influentes do mundo que reúne 2.167 milhões de usuários ativos segundo os dados do relatório “Digital in 2018” desenvolvido pelas empresas We Are Social e Hootsuite. 

A rede começou a ser usada pela maioria dos usuários como uma forma de se comunicar com os amigos e familiares distantes, porém com o tempo as empresas enxergaram uma oportunidade de se aproximar do seu público-alvo, aumentando as suas vendas e principalmente fidelização os clientes. 

Venda mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do FacebookTanto os empreendedores como os consumidores são beneficiados com as ferramentas do Facebook, pois as mesmas tornaram o processo de busca e venda dos produtos ou serviços muito mais simples, além de ser confiável. 

Contudo, para as empresas que desejam alcançar seu público com chances reais de convertê-lo em cliente é importante apostar em anúncios na rede, pois eles aumentam o seu alcance e direciona-o aos clientes em potencial. 

O problema é que usar o gerenciador de anúncios do Facebook Ads não é a tarefa mais simples e isso pode afetar o desempenho de suas campanhas, além de prejudicar a sua relevância na rede social. Portanto, é importante conhecer todos os recursos da ferramenta e trabalhar com estratégias que ajudam a melhorar o desempenho dos seus anúncios e claro, das vendas.  

Veja dicas para melhorar o desempenho dos seus anúncios do Facebook. 

O seu anúncio não se vende sozinho

A primeira dica é a mais importante. Muitas pessoas não entendem que os anúncios por mais incríveis que sejam não vendem sozinhos. Crie o anúncio apenas ao entender a dinâmica da ferramenta e saber qual é o perfil do seu público-alvo, além das otimizações e boas práticas que fazem diferença no resultado. Sem conhecimento será basicamente um investimento à cegas.  

Teste o anúncio antes dele ir ao ar

A maioria dos anúncios que fracassam são por falta de conhecimento e até de testes. Antes de divulgar o anúncio é preciso analisá-lo e identificar se o público chegará ao objetivo da campanha. Analisar a segmentação do seu anúncio, erros ortográficos, página para onde a pessoa será direcionada, a proposta de valor da oferta e entre outros pode evitar erros prejudiciais. 

Seja específico no direcionamento do anúncio

Atirar para todos os lados não vai melhorar os resultados do anúncio. Pelo contrário, isso pode torná-lo irrelevante. Tente restringir o público através de locais, interesses, idades, comportamentos específicos e outros que são interessantes para a sua empresa. Invista no seu público-alvo real ao invés de tentar conquistar pessoas que não oferecem retornos para a empresa.  

Atenção com a mensagem e imagem do anúncio

O primeiro contato do público com o anúncio será a partir da imagem e se ela o interessar, poderá ler a mensagem. Portanto, é importante se atentar a imagem e mensagem que irá usar na campanha. Ambas devem criativas, transmitir valor e conter gatilhos que influenciam o usuário a seguir com o próximo passo como clicar no anúncio, preencher um formulário e outros. 

Certifique-se de usar o pixel do Facebook

Venda mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do FacebookO pixel é um trecho de código que precisa ser instalado no site (no caso, o site que o anúncio levará o usuário) para obter informações e entender os caminhos dos clientes até a conversãoO interessante é que esse código vai permitir que adapte suas campanhas de acordo com o comportamento do cliente durante sua compra. Instale-o antes de anunciar no Facebook Ads 

Existem muitas outras maneiras para a empresa vender mais melhorando o desempenho dos seus anúncios do Facebook como os testes A/B ou até monitoramento dos leads gerados pelo anúncio. De qualquer forma, o ideal é trabalhar com os anúncios reais, atrativos e atualizá-los constantemente.