Conheça o poder das vitrines

Conheça o poder das vitrines

Uma vitrine bem estruturada e com um visual atraente pode ajudar, e muito, a alavancar as vendas da sua loja!

Nesse artigo, o lojista irá aprender a montar uma vitrine vendedora, isso mesmo, um espaço mágico da loja que deve ser muito bem aproveitado com estratégias criativas para alta conversão de vendas.

Chamar a atenção do cliente que passa pela frente da sua loja a ponto de cativá-lo e fazê-lo entrar parece tarefa simples, mas saiba que não é. Existem estratégias indispensáveis para atrair esse público que vai desde o posicionamento de manequins e demais objetos no espaço em questão, o tipo de iluminação, o uso de ferramentas sensoriais, entre muitas outras ações.

Você conhece o seu público?

A primeira coisa que se deve ter em mente é a definição do público alvo. Conhecer profundamente o seu cliente, ou seja, a faixa etária e seu gosto, vai ajudar a criar uma vitrine muito mais interativa. Isso quer dizer, se aprofundar e tentar entender o estilo de vestir e de viver, o nível educacional, a profissão e o poder de compra dele.

A vitrine é realmente o holofote para o ingresso do cliente na loja, sendo considerado o primeiro atrativo que impulsiona o consumidor à decisão de compra. Dessa forma, a de convir que uma vitrine deve conter a prévia dos melhores produtos que serão encontrados no interior da loja, devendo chamar e impactar o cliente em questões de segundos.

Os manequins ainda são essenciais

Conheça o poder das vitrinesApesar da nova era digital ter chegado com força e, com ela, o crescimento de lojas online, no mundo físico – aquele das lojas tradicionais de rua e shoppings centers – os manequins continuam sendo itens indispensáveis para a composição de uma boa vitrine.

Por meio dos manequins, o consumidor consegue se imaginar de uma forma aspiracional, ou seja, conhece os caimentos e o estilo dos looks oferecidos, sem contar o conhecimento sobre as tendências daquela marca, além de se auto impactar e ter o impulso de entrar na loja.

É importante que as peças e os acessórios colocados nos manequins sejam escolhidos com estratégia e cuidado. O ambiente onde será composta a vitrine deve ser criado com base em ações de venda, levando em consideração o uso de datas comemorativas, estações do ano, assinaturas de influenciadores digitais de moda conhecidos além, claro, de suprir níveis suficientes de estoque, margens de lucro, promoções e peças de coleções.

Mesmo que sua loja atenda a diferentes públicos com estilos de roupas variados, é importante usufruir de uma grande variedade de manequins, dos infantis aos adultos, masculinos e femininos, com diferentes tipos de modelagens, fitness e plus size, tamanhos e cores. Dessa forma, facilita para o cliente se visualizar nas roupas e poder escolher os produtos que mais se adaptam ao seu corpo.

Os manequins são considerados umas das ferramentas de vendas mais importantes para os lojistas, pois fazem com que muitos clientes comprem até mais roupas do que pretendiam. Vale destacar que esses ‘bonecos da moda’ são tão importantes quanto as próprias vitrines, já que também podem ser utilizados no interior das lojas, impactando mais pessoas e promovendo vendas adicionais.

A lógica da assimetria

Nossos olhos estão acostumados a se mover e procurar ao redor quando observamos um objeto assimétrico.  Isso quer dizer que ao olhar para esse objeto, tendemos a parar nosso olhar em algum ponto daquele espaço dentro da vitrine. Funciona como a ‘regra da pirâmide’, ou seja, se tiver um item no topo e os demais objetos dispostos nos degraus inferiores, iremos forçar nossos olhos a focar em um ponto e depois vamos descendo e observando os demais produtos que estiverem abaixo.         

A ‘regra de três, seis ou mais’, em que se agrupam os produtos em lotes, é uma outra ótima estratégia para compor a vitrine.  A ideia é juntar os itens, lado a lado, ao invés de expor somente um. Quando for organizar o mesmo item em diversas cores, por exemplo, seria interessante colocar um produto ao lado do outro ou em disposição de carta de baralho, formando um leque.

A iluminação faz parte da composição do espaço

Além dos manequins, não podemos esquecer de falar sobre o uso das luzes pois estão diretamente ligadas aos sentidos do consumidor (visão, audição, toque, cheiro, paladar). Por meio da iluminação adequada ao ambiente criado na vitrine, é possível guiar o seu cliente e fazê-lo sentir diferentes sensações e emoções.

Em uma vitrine temática de carnaval, por exemplo, você pode fazer o consumidor imaginar como se estivesse em uma festa carnavalesca. Os manequins podem ser vestidos com roupas coloridas e estampadas, além de incrementá-los com acessórios chamativos, entre pulseiras multicoloridas e colares havaianos.

Outras opções como o uso de refletores, destacando o olhar para determinados produtos que estão à venda, e músicas tocadas no ambiente interno da loja também podem estimular a vontade de comprar peças novas para usar em uma viagem ou uma festa, por exemplo.  

A criatividade é que manda!  

Que tal a partir de agora sair do usual e testar as diversas possibilidades que propomos nesse texto? Dentro da sua especialidade e expertise, tente oferecer uma vitrine diferente aos seus clientes e, ao mesmo tempo, chamativa e envolvente aos olhos de quem parou ali na frente para apreciar esse trabalho. Você vai notar que as vendas irão aumentar à medida que for exibindo os produtos da loja, criando experiências interativas e cativantes. Boas vendas!

 

Fontes:
https://blog.quantosobra.com.br/
https://www.terra.com.br/noticias/dino/a-importancia-da-vitrine-nas-vendas-junto-ao-manequim,0f685dd049d58f324db2fcb10e83eeeb1kuqig8p.html
https://vitrineperfeita.com.br/blog/como-fazer-uma-vitrine-simples-e-bonita-desafio-vitrine-perfeita-de-outono/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =